OLÍMPIADA: ESPAÇO DE LUTA POLÍTICA

10 08 2008

A delegação olímpica norte-americana demonstrou que apoiava o movimento pelos direitos dos negros durante a Olimpíada do México, em outubro de 1968.

Atletas Tommie Smith e John Carlos protestam no pódio da Olimpíada
Os velocistas Tommie Smith e John Carlos –respectivamente primeiro e terceiro lugares na prova dos 200 metros rasos de atletismo– ergueram os punhos fechados durante a execução do hino nacional, símbolo da saudação típica dos radicais Panteras Negras.
O comitê internacional exigiu a expulsão dos dois atletas da delegação americana, que obedeceu à ordem do comitê. A partir de então, todos os atletas norte-americanos premiados participaram das cerimônias de pódio vestindo bonés e meias pretas, em sinal de protesto.
O bloco comunista também representou a luta antiimperialista de 1968 durante a Olimpíada do México. A ginasta tcheca Vera Calavska se tornou o símbolo da Primavera de Praga na Olimpíada. A atleta recebeu quatro medalhas de ouro na competição, a última empatada com uma ginasta russa, para quem deu as costas durante a execução do hino da ex-URSS.

Fonte: Folha Online
Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: