GREGÓRIO DE MATOS, “O BOCA DO INFERNO”

😈🔥 📖✍️ 🤨 📖✍️ 🔥😈

🎉📚 Num dia como hoje, 23 de dezembro, há 385 anos, nascia em Salvador na Bahia um poeta marcado pelo espírito crítico e libertário, por isso chamado de “Boca do Inferno”, ou de “Boca de Brasa” pelos seus desafetos. Entretanto o rebelde GREGÓRIO DE MATOS também é visto como como o fundador da literatura brasileira, bem como seu maior satírico, seu primeiro grande poeta e humorista.

Gregório de Matos e Guerra era seu nome completo. Nasceu em em 23 de dezembro de 1636 (ou, segundo algumas fontes, em março de 1623), filho do português Gregório de Matos, proprietário de terras e engenhos, e de Maria da Guerra, uma família com boa situação financeira. Era irmão do padre Eusébio de Matos.

Estudou humanidades no Colégio dos Jesuítas, na Bahia. Em 1661, formou-se em direito pela Universidade de Coimbra, em Portugal, e casou-se com Micaela de Andrade. A partir daí, assume alguns funções jurídicas no governo português. Juiz muito bem estabelecido em Lisboa, Gregório de Matos teria caído em desgraça por fazer versos satíricos sobre a corte portuguesa. Em 1682 foi nomeado por D. Pedro II tesoureiro mor da Sé.

Em 1683, voltou à Bahia. Gregório de Matos às vezes, era o advogado dos pobres, sem cobrar nada. Sua vida começou a mudar em seguida, após seu desentendimento com o arcebispo na Bahia �a quem Gregório de Matos deveria se reportar �e foi destituído do cargo. A partir de então, ele começa a satirizar em seus poemas a Igreja, os costumes e a cidade de Salvador. Desenvolve uma poesia corrosiva, erótica/pornográfica e, por conta disso, foi colecionando inimizades.

Gregório trocou os cargos recebidos do arcebispo pela vida boêmia, cantando versos ao som da viola. Na época colonial, a imprensa era proibida no Brasil pela corte portuguesa. Assim, seus poemas passavam de mão em mão através de manuscritos, o que dificulta conhecer melhor sua vida e sua obra.

A poesia de Gregório de Matos, cheia de humor, manifestava sentimentos populares de resistência aos exploradores, aos hipócritas e aos aproveitadores. Por isso, escandalizava e desagradava aos poderosos. Gregório de Matos passou a receber ameaças. Em 1685, Gregório foi denunciado à Inquisição. Em 1694, foi ameaçado de morte pelos filhos do governador, que o exilou em Angola. Lá, ele ajudou o governo local a combater uma conspiração militar e recebeu a permissão de voltar ao Brasil. Em 1695, permitiram-lhe viver em Recife.

Gregório de Matos criou poesia lírica (amorosa, retomando o estilo do Renascimento), satírica, graciosa, religiosa e erótica. Era barroco — seu texto era cheio de adornos e preciosidades, contradições e ambiguidades — e uniu o sagrado e o profano, “carnavalizando” a poética brasileira.

Suas Obras só começaram a ser impressas em 1923, pela Academia Brasileira de Letras (da qual é patrono da cadeira número 16). São seis volumes, nos quais foram reunidas suas poesias sob os títulos Sacra (vol. I), Lírica (vol. II), Graciosa (vol. III), Satírica (vols. IV e V) e Última (vol. VI, com poemas variados).

O “Boca do Inferno” terminou seus últimos dias em Recife, onde veio a falecer no dia 26 de novembro de 1695, vítima de uma febre contraída na África. Arrependido e reconciliado com a igreja, na hora da morte compôs um Soneto a Jesus Cristo. O maior poeta do Barroco brasileiro deixou uma obra que até hoje serve como um deleite para os amantes da boa poesia. Um deles, Polís, que descreve o Recife foi musicado pelo compositor pernambucano André Mussalem e pode ser ouvido nas principais plataformas de streaming.📱🎼 🎧 🎼📱

#385anosdonascimentodegregoriodematos

#historiadobarrocobrasileiro

#historiadaliteraturabrasileira

#GrandesPoetasBrasileiros

#GregorioBocadoInferno

🧭 Concepção e elaboração do post 📝 José Ricardo 🖋️ professor e historiador.

📖 Créditos do texto:

📺 Canal History Brasil

🖱️ Enciclopédia Britannica Escola – Versão WEB (adaptados) 🙂

⏳#muitahistoriapracontar⌛

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: