SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO BRASIL E NO MUNDO


Quais são os principais sítios arqueológicos do Brasil?

Sítio arqueológico é um local onde é possível encontrar evidências de atividades humanas, tais como pinturas rupestres, construções antigas, túmulos e artefatos,que simbolizam e representam determinado momento histórico da região. Mas não é qualquer lugar com vestígios que são registrados como sítios arqueológicos; apenas aqueles que apresentam relevância científica para a compreensão da história da humanidade. 

No Brasil, de acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), há mais de 26 mil sítios arqueológicos cadastrados. Vamos conhecer alguns deles?

Gravuras no Parque Nacional da Serra da Capivara

Gravuras no Parque Nacional da Serra da Capivara são símbolos do local e possuem 10 mil anos de diferença.

Principais sítios arqueológicos no Brasil

Parque Nacional da Serra da Capivara é a área de maior concentração de sítios arqueológicos do continente americano, além de conter a maior quantidade de pinturas rupestres do mundo. Os artefatos encontrados no local apresentam vestígios de mais de 50 mil anos de idade.

Parque Nacional do Catimbau — Buíque, Tupanatinga e Ibimirim (Pernambuco)

O Parque Nacional do Catimbau abriga 30 sítios arqueológicos, sendo o segundo maior parque arqueológico do Brasil. Contém diversas pinturas rupestres, com diferentes técnicas e estilos de pintura.

Parque Arqueológico do Solstício — Calçoene (Amapá)

Além de pinturas rupestres, o Parque Arqueológico do Solstício abriga um curioso círculo megalítico constituído por 127 rochas dispostas em formato circular, no topo de uma colina. Estima-se que esse círculo tenha entre 500 e 2 mil anos.

Sítio Arqueológico Pedra Pintada — Pacaraima (Roraima)

Contém diversos itens da pré-história brasileira, como pinturas rupestres, pedaços de cerâmica, ferramentas e outros artefatos. Abriga, ainda, diversas cavernas funerárias.

Sítio Arqueológico São João Batista — Entre-Ijuís (Rio Grande do Sul)

Guarda ruínas remanescentes da época das missões jesuítas, abrigando restos da estrutura de um cemitério, igreja e colégio, além de estradas e barragens históricas.

Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade — Apodi (Rio Grande do Norte)

Quase todos os trabalhos realizados neste sítio arqueológico são direcionados para estudo de pinturas rupestres dos povos que viviam nesta região.


Bônus! Agora que você conheceu os sítios arqueológicos mais importantes do Brasil, que tal conhecer os principais sítios arqueológicos no mundo?

Machu Picchu — Peru

A antiga capital do império Inca, Machu Picchu, que na língua quéchua significa “montanha velha”, é um dos monumentos arqueológicos e arquitetônicos mais importantes do mundo. Durante quatro séculos, permaneceu intacta e reservada apenas aos moradores locais. Desde 2007, o local passou a ser considerado uma das sete maravilhas do mundo.

Machu Picchu, a cidade perdida dos incas

Símbolo do império Inca, Machu Picchu é conhecida por suas belas e impressionantes paisagens arquitetônicas.

Luxor — Egito

Luxor, uma pequena cidade ao sul do Egito, foi a capital do país durante mais de 1500 anos. É lá que está concentrado o maior número de monumentos do Egito. Alguns exemplos são o Templo de Luxor, dedicado à divindade da fertilidade, o Vale dos Reis e das Rainhas, e os Colossos de Memnon. 

Angkor Wat — Camboja

O complexo de templos de Angkor Wat, escondido na floresta tropical ao norte do Camboja, é um ícone para o próprio país e um dos maiores monumentos religiosos do mundo. Trata-se de um parque de 400 quilômetros quadrados que abriga ruínas de templos, fortificações, obras e estradas hidráulicas.

Delfos — Grécia

Localizado a duas horas de Atenas, Delfos abriga o templo de Apolo, uma construção do século IV a.C., usada como sede do culto a Apolo e local onde eram proferidos os oráculos. O templo é rodeado de capelas, chamadas de tesouros, que guardavam os ex-votos e as oferendas das cidades-estado gregas para celebrar vitórias dedicadas ao deus. Entre eles, estão o Tesouro de Atenas, o Tesouro de Sifnos e o Tesouro de Argos.

Pompéia — Itália

A cidade do Império Romano foi destruída e submersa pela erupção do vulcão Vesúvio em 79 d.C. Enterrada e protegida durante séculos sob a lava, foi então redescoberta no século XVIII, quando começaram as escavações arqueológicas que encontraram templos, edificações e corpos em bom estado de conservação. 

Tikal — Guatemala

Na Guatemala se encontra a maior área arqueológica do povo maia. As ruínas estão localizadas em uma planície perto da floresta tropical rica em ceiba, árvore sagrada para os maias, e cedros tropicais. O sítio arqueológico faz parte do Parque Nacional de Tikal, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Monumento Tesouro de Petra.

O Tesouro de Petra é um importante e antigo ponto turístico da Jordânia.

Petra — Jordânia

Petra é um famoso sítio arqueológico localizado no sudoeste da Jordânia. Era a capital do Reino Nabateu, que durou 500 anos até a conquista dos romanos. Depois disso, a cidade permaneceu esquecida por séculos até que, em 1812, foi redescoberta por Johann Ludwig Burckhardt. Atualmente, é um dos sítios arqueológicos mais visitados do mundo e considerado uma das sete maravilhas do mundo.

Fonte: adventure Club

%d blogueiros gostam disto: