ANOS REBELDES DO TENENTISMO NO BRASIL

tenentismo-brescola
Os anos rebeldes do tenentismo
O movimento que agitou a cena política brasileira na década de 1920, defendendo transformações profundas no país, desembocou num programa político autoritário e elitista
Marieta de Moraes Ferreira

Década de 1920. Novos ventos sopravam no Brasil. O ano de 1922, em especial, foi cenário de uma sucessão de acontecimentos que mudaram de forma significativa o panorama político e cultural do país. A crise do pacto oligárquico era evidente diante da demanda por maior participação política dos setores urbanos, da insatisfação dos militares e do descontentamento crescente de diversos grupos dominantes. Foi o ano de uma disputada sucessão presidencial, que explicitou divergências sérias entre as oligarquias. Foi também o ano da criação do Partido Comunista do Brasil, e do início do movimento tenentista, além da Semana de Arte Moderna e das comemorações do centenário da Independência.

Até então, a política dos governadores, ou política do “café-com-leite” – acordo entre o presidente da República e governadores estaduais que assegurava o domínio político das oligarquias de Minas e São Paulo – havia neutralizado as oposições, garantindo que as forças da situação fossem sempre vitoriosas. As eleições presidenciais não eram muito disputadas, com exceção das sucessões de 1910 e de 1919, quando Rui Barbosa, candidato de oposição, foi derrotado, respectivamente, pelo marechal Hermes da Fonseca e por Epitácio Pessoa. Em 1922 foi diferente. Pela primeira vez, o confronto entre os estados de primeira e segunda grandeza se apresentou claramente numa disputa pela presidência da República, revelando o acirramento dos problemas do federalismo desigual brasileiro. O confronto assumiu sua forma plena com o movimento da Reação Republicana, que lançou a candidatura do fluminense Nilo Peçanha em oposição à candidatura oficial do mineiro Artur Bernardes. Enquanto Bernardes contava com o apoio de Minas Gerais, São Paulo e de vários pequenos estados, em torno da Reação Republicana uniram-se Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco e Distrito Federal, que tentavam estabelecer um eixo alternativo de poder.

A plataforma da Reação Republicana defendia a regeneração dos princípios republicanos e a formação de partidos políticos nacionais. Ela criticava a forma como se desenvolvia o federalismo no Brasil, acusando-o de beneficiar apenas os grandes estados. Para enfrentar a ameaça permanente de derrota que rondava toda candidatura de oposição, a Reação Republicana desencadeou uma propaganda eleitoral, coisa pouco comum nas eleições da Primeira República. E, o que é importante, buscou apoio militar.

Para ler mais, clique aqui.

8 respostas

29 10 2009
jessica

os anos rebeldes
o movimento que agitol todos da quela epoca!!!!!

9 04 2010
Lorena Pinheiro

Eu gostaria muito que existisse um site que tivesse todo o conteúdo sobre o Tenentismo e a emana de arte moderna!!!

9 04 2010
Lorena Pinheiro

É a minha opinião sobre todos os sites de pesquisas da internet. Eu gostaria muito que existisse um site que tivesse todo o conteúdo sobre o Tenentismo e a semana de arte moderna!!!

9 04 2010
Maria Eduarda

A minha opinião sobre alguns sites de pesquisas da internet é quase a mesma opinião da colega de cima, mas acho que primeiro ela tem que prestar atenção como ela escreve!!!
E me desculpe se você se sentir ofendida.

9 04 2010
Maria Eduarda

A minha opinião sobre alguns sites de pesquisas da internet é quase a mesma opinião da colega de cima, mas acho que primeiro ela tem que prestar atenção como ela escreve!!!
E me desculpe se você se sentir ofendida! xP

28 05 2010
dennys willians

na minha opnião acho que esta tudo muito claro ,
por que além de explicar muito bem ensina muitas pessoas
que teem dificuldades para aprender

mais tambem depende do site que é mostrado a criança ouy oque for
manda um site massa ae que todos irão gosta (>

23 09 2010
carol ribeiro

Eu achei o conteudo interessante porem muito imcompleto….como professora de historia de uma universidade de campinas acho que voces deveriam sitar a contra cultura, martin luther king e primavera de prada nas informações pois meus alunos realizaram um trabalho com o tema e muitos estavam imcompletos e levavam como fonte esse site.
Espero que desfrutem e realiza melhorias…” :}

15 09 2011
gustavo ferreira da silva

esse texto e uma merda quem foi o filha da puta que escreveu e uma bosta de quinta a mae deu muito por negao da rua dela

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 100 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: