A HISTÓRIA DA FILOSOFIA | LIVE ESPECIAL


🔊 NOSSA PRÓXIMA LIVE
TEM COMO TEMA A HISTÓRIA DA FILOSOFIA
….
NOSSO CONVIDADO É MUITO ESPECIAL
Jesús Vázquez Torres é Doutor em Filosofia e Ciências Sociais pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (Paris). Foi professor na Universidade Católica de Pernambuco e UFPE

✔ VAMOS APRENDER SOBRE FILOSOFIA E NO FINAL AINDA VAI TER SORTEIO DE LIVROS. JÁ PENSOU?😘

filosofía #socrates #platão #aristoteles #maniadehistoria #maniadehistory #maniadeaprender
https://www.instagram.com/p/CPTiFRvj8bN/?utm_medium=share_sheet

BREVE HISTÓRIA DA FILOSOFIA


Origem da filosofia: conceito, características e os principais pensadores

A melhor definição é: amor a sabedoria, mas, como surgiu?

. Afinal, desde a origem da Filosofia o homem começou a questionar o mundo e, principalmente, seu papel nele. Então, que tal descobrir o que é filosofia, suas características e pensadores que se destacaram? Vamos lá?

Qual a origem da Filosofia?

Filosofia nasceu na Grécia Antiga, no mesmo período em que surgiram as cidades-estado. Segundo os registros, essa foi a primeira vez em que os homens começaram a tentar explicar o mundo à sua volta de uma forma lógica e racional.

Até esse momento, se pensarmos nas civilizações anteriores, vamos ver uma grande diferença: a maioria dos povos tentava explicar os acontecimentos e até fenômenos naturais por meio de mitos. Os sacerdotes e religiosos concentravam o conhecimento e usavam suas crenças para satisfazer as curiosidades básicas do ser humano.

Na Grécia, os acontecimentos tomaram um rumo diferente. Embora a mitologia grega seja extremamente rica e preveja a atuação de uma série de divindades, os filósofos — que eram considerados enviados dos deuses — começaram a sistematizar o pensamento humano e exercitar a lógica.

Além disso, os filósofos apresentavam outra diferença fundamental em relação aos sacerdotes religiosos. Eles não se viam como detentores ou donos da verdade. Consideravam-se apenas amigos do saber, dispostos a desvendar esses mistérios junto com as pessoas comuns.

Foi desta forma — levantando questionamentos e criticando o pensamento mítico predominante — que surgiu a Filosofia.

Origem da palavra Filosofia

A palavra Filosofia também vem do grego, e é formada pela junção de dois termos: philos (amigo) + sophia (sabedoria). Portanto, o filósofo é um amigo ou amante do conhecimento, alguém que busca compreender o mundo à sua volta, bem como seu universo interior.

Quais são as características da Filosofia?

Mas o que é filosofia? Diferente de outras disciplinas, a Filosofia não é uma Ciência. Suas conclusões não podem ser comprovadas pelo método científico. Apesar disso, em suas origens muitos filósofos também se dedicavam ao estudo da natureza, da Matemática e outras áreas de conhecimento. Por isso, embora outras áreas das Ciências tenham se desmembrado, várias delas têm origem nesta disciplina.

As características da Filosofia são:

Autonomia

Isso significa que os pensadores têm a liberdade de pensar por si mesmo. A Filosofia tem total autonomia em relação à religião, ao senso comum e à própria Ciência.

Radicalidade

A Filosofia não se contenta com o conhecimento superficial, com as respostas prontas e o status quo. Seu objetivo é analisar as questões até chegar à raiz dos problemas e questionamentos até entender o verdadeiro porquê de determinada situação.

Historicidade

A disciplina procura mostrar aos estudantes qual é a posição de filósofos do passado e do presente — um conhecimento histórico. Porém, ela não para por aí. Essa é apenas a base para que o próprio indivíduo pense por si mesmo e chegue a conclusões fundamentadas.

A Filosofia usa também as construções culturais — suas tradições e lendas, por exemplo — para estabelecer um diálogo entre o conhecimento histórico e o pensamento presente.

Universalidade

Os assuntos tratados pela Filosofia são, na maioria das vezes, temas que interessam a generalidade do universo humano. Ou seja, são questões que afetam, em maior ou menor grau, cada pessoa que vive neste planeta.

Apesar disso, é importante destacar que a multiplicação do conhecimento levou a Filosofia a criar áreas específicas de estudo. Existe, por exemplo, a Filosofia Política, que se debruça sobre as questões referentes a esse tema.

Outras áreas bem conhecidas são a Cosmologia, que estuda a estrutura, composição e evolução do Universo. A Ética trata dos temas morais e comportamento do ser humano. A Metafísica, que procura explicar o que vai além da física ou questões essenciais e imateriais dos seres e assim por diante.

Quem foram os pensadores que se destacaram na origem da Filosofia?

Sócrates

Alguns dos principais pensadores da época relacionada ao início da Filosofia são bastante conhecidos. Saiba um pouco sobre eles e seu histórico:

Sócrates

É considerado o pai da Filosofia ocidental. Viveu entre cerca de 469 e 399 a.C. e era conhecido como um homem sábio que morava em Atenas. Sócrates tinha a convicção de que nada sabia — o que foi considerado um sinal extremo de sabedoria e reconhecimento das próprias limitações, o que o levou à busca da verdade.

Teve uma contribuição muito importante nos campos da epistemologia e lógica. Usava o método socrático, em que se faz uma série de perguntas para promover uma compreensão profunda do assunto em discussão. Não deixou nenhuma obra escrita e seus ensinos chegaram até nós pelos relatos de Platão, seu aluno.

Platão

Discípulo de SócratesPlatão viveu em Atenas entre os anos de 428 e 348 a.c. (aproximadamente). Era filósofo e matemático, escreveu muitos diálogos filosóficos e fundou uma instituição de educação superior em Atenas, a Academia.

Seu pensamento teve importância não só na Grécia, mas influenciou a filosofia de toda a Idade Média. Seus escritos se tornaram uma referência para os amigos do conhecimento.

Aristóteles

Fechando a tríade dos principais pensadores da origem da Filosofia está Aristóteles. Ele foi aluno de Platão e viveu entre 384 e 322 a.C. Em seus escritos, ele tratou de muitas áreas do conhecimento: Física, Metafísica, Lógica, Política e Ética, entre outras.

Era muito interessado também por outros temas como Música, Biologia, Zoologia e até mesmo poesia e drama (artes cênicas). Foi contratado para ser tutor de um garoto de 13 anos que duas décadas depois tornou-se Alexandre, O Grande: o maior e mais conhecido conquistador do mundo antigo.

Estudar Filosofia é importante não só porque muitas das obras desses pensadores já caíram no ENEM. Ela dá ao estudante ferramentas para analisar o mundo, identificar preconceitos e falhas nas ideias do senso comum e detectar argumentos enganosos.

Portanto, a Filosofia está relacionada à liberdade: quem estuda essa disciplina é capaz de formular suas ideias com embasamento, questionar a realidade à sua vola e fugir da submissão às concepções dominantes na sociedade, que nem sempre estão corretas.

Fonte: Stoodi

OS RIOS MAIS POLUÍDOS DO MUNDO


Pesquisadores listam os 1.000 rios mais poluídos do mundo

Pesquisadores listam os 1.000 rios mais poluídos do mundo

 Crédito: The Ocean Cleanup

Uma equipe de pesquisadores de diferentes instituições da Alemanha e da Holanda criou uma lista com os 1.000 rios mais poluídos do mundo. O critério usado por eles para definir os diferentes níveis de poluição dos rios foi a quantidade de plásticos que cada um deles despejava nos oceanos.

O artigo com a lista completa foi publicado na revista Science Advances, onde o grupo descreve os principais fatores que introduzem plástico nos oceanos. Além disso, eles também detalharam a metodologia utilizada para descobrir quais rios mais contribuíram para a poluição marinha.

Levantamentos anteriores mostraram que uma grande quantidade de plástico acaba chegando aos oceanos após seu descarte. Outros demonstram quais os impactos desses materiais no organismo de animais marinhos, principalmente os que são expostos aos microplásticos.https://4576f15460c8fe39b89cdad3c50ff36d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html?n=0

Principais fatores

Para traçar o caminho dos plásticos desde seu uso até o oceano, os pesquisadores analisaram possíveis rotas e encontraram três grandes motores. O primeiro é o vento  e suas várias formas de precipitação que movem os plásticos de uma área para outra.

A segunda é a forma como as terras são usadas e sua geografia, já que diferentes tipos de terreno podem tornar mais fácil para que os plásticos viajem movidos por forças naturais. E a terceira é a distância que os plásticos têm que percorrer para chegar até o mar.

Loading video

A distância da viagem foi considerada um fator importante para a chegada dos plásticos ao oceano. Os materiais usados em praias ou perto de rios que correm uma curta distância para chegar ao mar, têm uma maior probabilidade de chegar ao oceano em comparação com o que é consumido longe do mar.

Elaboração da lista

Loading video

Os pesquisadores usaram esses fatores, que identificaram como parte de um estudo sobre os rios do mundo. Eles observaram que esforços anteriores haviam encontrado evidências de que a maioria dos plásticos que foram despejados no oceano vêm de sistemas fluviais muito grandes. Contudo, encontraram evidências sugerindo que o cenário era mais complexo do que era imaginado.

Ao estudar milhares de rios ao redor do mundo e observar suas características geológicas, proximidade com áreas povoadas, e a distância necessária para sair de uma área urbana e chegar ao mar, eles descobriram que muito plástico chegava ao mar através de rios menores e, logo depois, criaram um mapa interativo que mostra os 1.000 rios mais poluídos do mundo, que contribuem com até 80% do plástico despejado nos oceanos.

No Brasil, os principais vilões ficam todos no estado do Rio de Janeiro. São eles os Rios Meriti (2,5 toneladas/ano) e Sarapuí (2 toneladas/ano), em Duque de Caxias, e o Guandú, na região de Itaguaí, com 1,1 toneladas de plástico por ano).

Via: Phys.org

TRAUMAS DA II GUERRA MUNDIAL


TRAUMA E SAUDADES: AS CARTAS DE SOLDADOS DA SEGUNDA GUERRA ENCONTRADAS EM UM HOTEL

“Você está sempre em meus pensamentos, noite e dia”, dizia uma carta escrita há 80 anos e encontrada no mês de fevereiro

GIOVANNA GOMES, SOB SUPERVISÃO DE THIAGO LINCOLINS PUBLICADO EM 20/05/2021, ÀS 12H39

Segunda Guerra Mundial foi o conflito bélico de maior escala em toda história da humanidade. Durante o período, milhões de pessoas morreram, parte delas em combate, outras em suas próprias casas atingidas por bombas atômicas, além de uma multidão que, cruelmente, acabou sendo enviada para campos de extermínio.

Não há dúvidas, tanto entre os historiadores quanto entre os leigos, de que, nesse cenário de horror e atrocidades, o sofrimento foi companheiro inseparável daqueles que viveram a época. Esse sentimento foi expresso em uma serie de documentos, possibilitando que, mais tarde, fosse revelado a outras pessoas.

Cartas encontradas neste ano, por exemplo, nos mostram o sofrimento de alguns sodados em razão de estarem distantes de suas amadas e pela incerteza de se um dia poderiam encontrá-las novamente.Carta de amor encontrada este ano / Crédito: Divulgação/Scarborough Archaeological and Historical Society (SAHS)

Em uma delas, um combatente se queixa de uma infecção na gengiva e, mais para frente, declara seu amor pela namorada: “Você está sempre em meus pensamentos, noite e dia”. O documento manuscrito de oito décadas atrás foi encontrado sob o assoalho de um hotel localizado à beira de Scarborough, na Inglaterra, conforme informou a revista Galileu.

Sob o assoalho, registros de saudade e solidão

Esta e outras cartas foram encontradas por uma equipe de trabalhadores que reformavam o Hotel Esplanade, no mês de fevereiro deste ano. Também outros objetos como maços de cigarro e embalagens de chocolate da época da Segunda Guerra Mundial foram deixados pelos combatentes que por lá se instalaram.

Segundo a Scarborough Archaeological and Historical Society (SAHS), instituição que analisou os itens históricos, os objetos datam do período entre 1941 e 1944.

Em uma das correspondências um soldado relata seu anseio pela volta para casa: “O tempo não parece passar tão rápido aqui, os dias se arrastam e suponho que voarão quando eu voltar para casa”.Embalagens de chocolate e maços de cigarro também foram encontrados no local / Crédito: Divulgação/Scarborough Archaeological and Historical Society (SAHS)

Solitário e tomado pela saudade ele prossegue: “Oh, querida, estou tão sozinho sem você. […] Onde quer que você vá, minha querida, nunca se esqueça de que eu te amo mais do que qualquer outra coisa na Terra”.

O horror da guerra sob olhar do soldado

Mas as correspondências mais do que revelarem sentimentos de amor e saudade também contém relatos de medo e traumas, a exemplo de um soldado que preferia lançar “bombas vazias” a “tentar enfiar uma baioneta em alguém”.

A historiadora responsável pelo SAHS, Marie Woods, declarou ao Yorkshire Post,  que essa foi, de longe, “a coisa mais dolorosa” que ela leu entre todos os escritos encontrados no Esplanade e ressaltou que esses registros “ajudam a nos colocarmos no lugar desses combatentes”.

Por mais que a teoria ainda não tenha sido confirmada, existe uma grande possibilidade de que um dos autores desses antigos escritos tenha sido identificado.Carta de um combatente / Crédito: Divulgação/Scarborough Archaeological and Historical Society (SAHS)

Segundo a SAHS, a suspeita é que o britânico John McConell tenha sido um desses soldados. Este forte candidato foi descoberto após os pesquisadores terem compartilhado cópias dos documentos em sua página no Facebook. Um conhecido da família do possível remetente viu a publicação e entrou em contato com a instituição por e-mail.

James e Jessie McConell tinham um filho chamado John, que estava na RAF e que infelizmente morreu em um acidente de avião em 1943, aos 19 anos”, disse Woods ao jornal. “Achamos que as cartas podem ter vindo dele e foram escritas para uma namorada enquanto ele estava no hotel”. 

Em publicação no Facebook, a historiadora declarou estar interessada em descobrir um pouco mais sobre a vida daquelas pessoas. “Seria realmente maravilhoso se, por algum milagre, pudéssemos descobrir mais sobre esses namorados do tempo de guerra e suas vidas após a guerra”, escreveu a profissional

Fonte: Aventuras na História

%d blogueiros gostam disto: